Instituto Politécnico de Lisboa

Mestrados conjuntos

Mestrados conjuntos

Natureza e objetivos dos Diplomas Conjuntos de Mestrado (DCM)

Na sequência do antigo projeto Erasmus Mundus, que vigorou entre 2009 e 2013, os Diplomas Conjuntos de Mestrado (DCM) constituem uma das componentes do programa Erasmus+, que financia a mobilidade de estudantes, académicos e pessoal das organizações participantes.

No quadro da Estratégia Europa 2020 e do Quadro Estratégico para a Educação e Formação 2020, os DMC são programas transnacionais únicos, disponibilizados por consórcios internacionais de, pelo menos, três Instituições de Ensino Superior (IES) detentoras de uma Carta Erasmus para o Ensino Superior e comprometidas com os seus princípios. Outras organizações, como sejam empresas, organismos públicos ou organizações de investigação podem também integrar os consórcios como participantes de pleno direito. Patente na diversidade dos parceiros, em que se destacam as entidades empresariais, está o objectivo de melhorar o nível de competências e de empregabilidade dos titulares do grau de mestrado.

Cada organização participante contribui para o programa de DMC prestando formação, instalações, experiência, recursos académicos ou enviando oradores convidados, colocando o estudante no centro de uma combinação de especialidades académicas só possível através da internacionalização.

Os DMC incorporam a filosofia do programa Erasmus e o propósito de aproximar estudantes, académicos e países, promovendo simultaneamente a qualidade, excelência, inovação e internacionalização das instituições de ensino superior a nível europeu e mundial.

Os DMC contribuem para aumentar o poder de atração do Espaço Europeu de Ensino Superior através da atribuição de bolsas de estudo aos melhores estudantes de mestrado a nível internacional.

Diplomas Conjuntos de Mestrado (DCM)

Países de estudo

Os programas de DCM pressupõem que a mobilidade é essencial aos objectivos do curso, pelo que o período de estudos decorre sempre em pelo menos duas instituições países do Programa representados no consórcio. De acordo com o programa e dependendo das actividades previstas, períodos de estudo adicionais podem ter lugar em países terceiros.

Financiamento e bolsas de estudo

Para além de financiar a preparação, gestão e execução dos DCM, o programa Erasmus+, oferece bolsas de estudo, para a duração total do curso, destinadas a alunos de excelência.

O valor das bolsas varia consoante o país de origem e de destino, o programa de estudos, as despesas envolvidas e a duração do programa.
Cada admissão do DCM prevê o financiamento de entre 13 a 20 bolsas de estudo destinadas a estudantes, no valor de até 25 mil euros anuais, e no mínimo, 4 académicos e/ou oradores. Trata-se de convenções de subvenção que variam entre os 4 a 5 anos, conforme o programa de estudos tenha a duração de um ou dois anos e que prevêem um ano de preparação seguido de três admissões consecutivas de estudantes.
As bolsas de estudo incluem contribuição para:

  • custos de participação académica que pode ascender até 4 500 euros por ano para estudantes de países do Programa e até 9 000 euros por ano para estudantes de países parceiros;
  • despesas de deslocação e instalação que pode variar entre os 1000 e os 4000 euros por ano;
  • custos de subsistência no valor de 1000 euros por ano destinada a estudantes que levem a cabo os estudos fora do respectivo país de residência.

Os programas de DCM não são, contudo, estanques às bolsas, pelo que o número de vagas pode ultrapassar o número de bolsas disponíveis.

Atribuição de diplomas

O DCM corresponde à qualificação internacional de Mestrado e está organizado de acordo com o Processo de Bolonha.
A conclusão com sucesso destes programas pressupõem a atribuição de um diploma conjunto emitido em nome de todas as instituições de ensino superior no consórcio ou de diplomas múltiplos emitido pelas instituições de ensino superior promotoras. Dependendo dos períodos de estudo, estes diplomas podem a equivaler a 60, 90 ou 120 créditos ECTS.

Participantes elegíveis para bolsas de estudo

Os DCM destinam-se a estudantes de nível de mestrado, pessoal das organizações participantes e académicos convidados. Estudantes que tenham obtido um primeiro diploma de ensino superior e que nunca tenham obtido uma bolsa de DCM ou equivalente podem candidatar-se a uma bolsa de estudo DCM directamente junto das instituições de ensino superior do consórcio de DCM. No mínimo, 75% destas bolsas destinam-se a estudantes provenientes de países terceiros.

Petaal

O PETAaL EMJMD é um consórcio inovador baseado na complementaridade das universidades de países do Programa em termos de investigação e conhecimento. Conforme os objetivos do Programa Erasmus+, trata-se de um mestrado valorizado pela riqueza cultural das instituições parceiras que proporciona aos estudantes oportunidades para experienciar as abordagens mais diversas na área da Educação Pré-Escolar.

Trata-se de um Mestrado Conjunto coordenado pela Universidade de Córdova e participado pela Universidade de Marmara, na Turquia e pelo Instituto Politécnico de Lisboa.