Instituto Politécnico de Lisboa

A “busca do comum” nas práticas artísticas comunitárias e multidisciplinares

ESELx

19 Maio 2020

A busca do comum

Resultado da participação na 3. ª edição do EIRPAC - Encontro Internacional de Reflexão sobre Práticas Artísticas Comunitárias, foi recentemente publicado o E-book A Busca do Comum - Práticas Artísticas para Outros Futuros Possíveis, que conta com a participação da Escola Superior de Educação de Lisboa (ESELx). O livro integra textos inspirados no encontro, inserido no Mexe, que reuniu, no Porto, mais de 200 participantes em 88 ações (comunicações, oficinas, posters, exposições, conferências).

O Politécnico de Lisboa foi um dos coorganizadores da 5.ª edição do Mexe_Encontro Internacional de Arte e Comunidade, que decorreu na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, em setembro de 2019, na qual se inseriu o EIRPAC.

Mexe

O Mexe já foi reconhecido pelo Ministério da Cultura, “pelo interesse cultural, um espaço nacional e internacional incontornável de cruzamento e aprofundamento de práticas artísticas comunitárias”, bem como pelo EFFE  Label, um selo de qualidade Europeu para festivais de artes.

Chega assim ao fim, a participação do Politécnico de Lisboa na 3. ª edição do EIRPAC, com a publicação do ebook “A Busca do Comum - Práticas Artísticas para Outros Futuros Possíveis”, assumida pelo i2ads - Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, coordenada pelo docente da ESELx, Miguel Falcão e por Carla Cruz (i2ADS - FBAUP), Hugo Cruz (CIIE-FPCEUP/CHAIA-UE), Isabel Bezelga (CHAIA-UE) e Ramon Aguiar (UEMG). 

Este livro reúne reflexões e investigações desenvolvidas por um conjunto de 38 investigadores, provenientes de 26 instituições de ensino superior e entidades artísticas e culturais de 6 países, no domínio das práticas artísticas comunitárias e multidisciplinares, entre as quais a Escola Superior de Educação de Lisboa.

Encontro

Inspirado nos movimentos sociais que emergem das transformações políticas que proliferam pelo mundo e a emergência de novos e renovados espaços de participação e criação artística, da comissão científica do 3.º EIRPAC fizeram parte docentes das Escolas Superiores de Educação, Dança e Teatro e Cinema.

Texto: CSS/GCI IPL
Fonte: ESELx