Instituto Politécnico de Lisboa

Curta-metragem produzida na Escola Superior de Teatro e Cinema no Festival de Berlim

ESTC

12 Janeiro 2018

David Pinheiro Vicente estreia-se em festivais internacionais com "Onde o Verão Vai" (Episódios da Juventude), projeto realizado e produzido pela Escola Superior de Teatro e Cinema. De acordo com a agência Portugal Film, é a primeira vez que a ESTC tem uma curta-metragem selecionada na competição principal deste festival, um dos mais importantes do mundo, cuja 68.ª edição decorre de 15 a 25 de Fevereiro.

"Onde o Verão Vai (episódios da juventude)" fala sobre a frescura da juventude, o desejo de se descobrir a si próprio no meio dos outros, o poder e a magia da Natureza e acerca daqueles que caminham sem rumo. O filme, distribuído pela Portugal Film - Agência Internacional de Cinema Português, foi produzido pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa e realizado, em contexto escolar, por uma equipa de estudantes da escola.

Para quase todos os membros da equipa artística e equipa técnica, este é o primeiro filme; um encontro entre estudantes de cinema recém-formados, ansiando partilhar a sua visão jovem e paixão pelo cinema numa última parte da sua própria viagem. Para David Vicente, 21 anos, natural da Ilha Terceira, em declarações ao Atlântico Expresso, "esta presença internacional, não só em Berlim, tem revelado que o cinema português tem a sua própria linguagem, que produz filmes de grande qualidade autoral, filmes interessantes sobre o contemporâneo, e que tem realizadores muito interessantes a trabalhar, até, com muito poucos meios e a mostrar que é possível fazer óptimos filmes mesmo assim".

Entre os três filmes portugueses selecionados de entre os 22 de 18 países que vão competir pelo Urso de Ouro destaca-se também João Salaviza, diplomado da Escola Superior de Teatro e Cinema, que esteve na competição em 2017, com “Altas cidades de Ossadas”, e em 2012, conquistou o Urso de Ouro, com “Rafa”. Os filmes selecionados concorrem ainda ao Audi Short Film Award e por uma nomeação para os European Film Awards», explica o ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual.

Texto CS/GCI