Instituto Politécnico de Lisboa

Elmano Margato toma posse como presidente do Politécnico de Lisboa

ENSINO

15 Fevereiro 2021

Elmano da Fonseca Margato

“O meu desafio é para que se explorem, cada vez mais, as potencialidades existentes nesta instituição e se trilhem caminhos de inovação, reunindo e valorizando valências das diferentes Unidades Orgânicas”, disse Ana Bettencourt, presidente do Conselho Geral do Politécnico de Lisboa, na cerimónia de tomada de posse de Elmano Margato como presidente da instituição.

Ana Bettencourt

Com um formato diferente, adaptado às novas circunstâncias, contrário ao “convívio da sua comunidade”, o ato de tomada de posse do presidente do IPL, decorreu à distância, em formato streaming, transmitido no canal Youtube da instituição.


Realizada com a presença digital dos membros do Conselho Geral, Ana Bettencourt frisou as limitações a que este confinamento nos devotou, mas não esqueceu “os passos importantes, em matéria de desenvolvimento de competências digitais, autonomia dos estudantes e defesa da saúde” que o último ano trouxe. Contudo, estes “tempos difíceis deixaram marcas algumas silenciosas”, referiu a também especialista em Ciências da Educação. 

Depois do ato de posse que reconduziu Elmano Margato como presidente do Politécnico de Lisboa, Ana Bettencourt desejou os maiores sucessos ao líder da instituição e à sua equipa. “Contem com o empenhamento, a crítica construtiva do Conselho Geral e a nossa solidariedade”, referiu.

Sobre o anterior mandato, Ana Bettencourt manifestou, quer à equipa da presidência, quer à comunidade IPL, gratidão pelo esforço e trabalho desenvolvidos no instituto, em particular no último ano, “em que a pandemia exigiu a todos a reinvenção do quotidiano das escolas”. A presidente do Conselho Geral fez questão de deixar uma palavra póstuma, de estima e gratidão a Helder Pita (pró-presidente do IPL) que, "apesar da longa doença que o consumia, com grande competência e dedicação, traballhou até ao fim dos seus dias".

Quanto ao futuro, a líder dos conselheiros deixou uma mensagem de esperança para que, no decurso do mandato que iniciou, os politécnicos possam dar um passo decisivo para a sua autonomia e afirmação no domínio da investigação e a possibilidade de outorga dos doutoramentos. “Será um passo determinante para o ensino superior português e para o IPL”, frisou.

“Esta é uma grande instituição que todos desejamos que siga a sua afirmação, designadamente pelo ensino que realiza, pelo sucesso dos seus alunos, na escola e depois na vida ativa, pela investigação e diversidade dos seus campos de ação”, disse, Ana Bettencourt, referindo-se à missão do Politécnico de Lisboa.

Elmano Margato: “Queremos ser uma academia que ousa trilhar o seu próprio caminho e alcançar a plenitude das competências no espaço do ensino superior nacional”

Elmano Margato, Presidente do IPL
Elmano Margato, presidente do Politécnico de Lisboa

Começando por reafirmar o compromisso assumido no programa de candidatura, de consolidação do trabalho realizado no primeiro mandato, Elmano Margato assegurou desenvolver “esforços para que o Politécnico de Lisboa prossiga o caminho do seu desenvolvimento, tornando-o mais coeso, mais conhecido e, sobretudo, mais reconhecido”.

Para garantir esta tarefa, bem como os compromissos assumidos com os estudantes e de forma indireta com o país, o presidente do IPL apresentou a nova estrutura orgânica e funcional que passa a integrar mais 5 pró-presidentes relativamente ao primeiro mandato.

António Belo
António Belo, vice-presidente do Politécnico de Lisboa

Da anterior equipa mantém-se António Belo, professor da Escola Superior de Comunicação Social, como vice-presidente para as áreas de Recursos Humanos e Financeira, bem como o CLIC-IPL – Centro de Línguas e Cultura, a que se soma a Comunicação Estratégica que passa a ter uma pró-presidente, bem como a Saúde. O docente é licenciado em Ensino da Matemática, mestre em Estatística e Investigação Operacional e doutorado em Comunicação Social.

Maria João Escudeiro
Maria João Escudeiro, vice-presidente do Politécnico de Lisboa

Maria João Escudeiro passa a assumir o cargo de vice-presidente antes ocupado por Ana Cristina Perdigão, atual diretora da Agência Nacional Erasmus +. A nova dirigente é docente no Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa, tal como a antecessora. Licenciada em Direito e doutorada em Ciências Jurídico-Criminais, vai ter a seu cargo a área Académica e passa a ter as recém-criadas áreas da Responsabilidade Social e Sustentabilidade Ambiental, Voluntariado e Inclusão. Sob a sua alçada ficam ainda os novos pelouros com pró-presidentes: Ensino à Distância e Sucesso Escolar e Competências Transversais, área que espelha uma novidade dado ter sido atribuída a uma trabalhadora não docente dos Serviços da Presidência do IPL.

Sob a alçada direta do presidente do IPL, estão os pró-presidentes para as Artes e para o I&D e Empreendedorismo, ambos do mandato anterior. Passa a estar na linha direta de Elmano Margato, a pró-presidência para a Internacionalização e Cooperação e a pasta da Cooperação e Acreditação.

Nesta nova equipa surgem as pastas da Digitalização e da Empregabilidade e Alumni, uma novidade na nova estrutura orgânica e funcional, que segundo o presidente do IPL, “é a que suporta e dá espaço à implementação do programa de candidatura que era muito vasto”.

Presidência do Politécnico de Lisboa
PresidenteElmano Margato (docente do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)
Vice-presidenteAntónio Belo (docente da Escola Superior de Comunicação Social)
Vice-presidenteMaria João Escudeiro (docente do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa)
Pró-presidentes
ArtesPaulo Morais-Alexandre (docente da Escola Superior de Teatro e Cinema)
Comunicação EstratégicaAna Raposo (docente da Escola Superior de Comunicação Social)
Digitalização, Empregabilidade e AlumniVítor Almeida (docente do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)
Ensino à DistânciaRenato Abreu (docente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa)
I&D e EmpreendedorismoJosé Cavaleiro Rodrigues (docente da Escola Superior de Comunicação Social)
Internacionalização e CooperaçãoFernando Melício (docente do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)
Qualidade e AcreditaçãoManuel Matos (docente do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)
SaúdeAnabela Graça (docente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa)
Sucesso Escolar e Competências TransversaisRute Agostinho (técnica-superior dos Serviços da Presidência do IPL)

Elmano Margato reconhece a dimensão da tarefa que a equipa tem pela frente, mas considera que “será determinante o crescimento do entrosamento, a todos os níveis, do Politécnico de Lisboa com a academia nos domínios da Investigação e do Desenvolvimento, da Formação Superior e da Criação e Interpretação Artística, bem como a prestação de serviços à comunidade, por exemplo, nas áreas da Saúde e da Transferência de Conhecimento para o tecido empresarial”.

Para o recém-empossado presidente, “consolidar e afirmar uma instituição de ensino superior, situada numa grande metrópole, requer mais do que uma presidência competente e empenhada”. Elmano Margato vê na necessidade de agregar vontades e estender a dinâmica de desenvolvimento a todas as Escolas e Institutos Superiores do Politécnico de Lisboa o grande desafio para este mandato.

Texto de CSS/GCI IPL
Imagens de DB/GCI IPL













Tomada de Posse Presidente do IPL Tomada de Posse Presidente do IPL Tomada de Posse Presidente do IPL Tomada de Posse Presidente do IPL Tomada de Posse Presidente do IPL Tomada de Posse Presidente do IPL Tomada de Posse Presidente do IPL Tomada de Posse Presidente do IPL António Belo Tomada de Posse Presidente do IPL Maria João Escudeiro Fernando Melicio José Cavaleiro Rodrigues Tomada de Posse Presidente do IPL Paulo Morais-Alexandre Manuel Matos Renato Abreu Ana Raposo Anabela Graça Vítor Almeida Rute Agostinho