Instituto Politécnico de Lisboa

ESELx celebra centenário do início das aulas da Escola Normal Primária de Lisboa

ESELx

11 Dezembro 2019

Elmano Margato, Inês de Oliveira e Carlos Pires

A cerimónia do 100º aniversário do início das aulas na Escola Normal Primária de Lisboa, decorreu no dia 10 de dezembro no salão nobre da Escola Superior da Educação de Lisboa (ESELx), onde foi recordado o processo de evolução desde a Escola Normal Primária de Lisboa e, posteriormente, a Escola do Magistério Primário de Lisboa até à ESELx.

100 anos

A sessão de abertura contou com a presença de Carlos Pires, presidente da Escola Superior de Educação de Lisboa, Elmano Margato, presidente do Politécnico de Lisboa e Inês de Oliveira, presidente da Associação de estudantes da ESELx.

Elmano Margato

Elmano Margato elogiou o percurso evolutivo da ESELx, desde janeiro de 1919, momento em que se iniciam as aulas neste mesmo edifício. Referiu ainda a importância do atual corpo docente qualificado e o facto desta escola ser uma referência nacional e internacional na formação de professores. O presidente do Politécnico de Lisboa deixou ainda dois desafios à direção da Escola Superior de Educação de Lisboa, nomeadamente a recuperação e conservação do seu património material, cultural e artístico e a criação de um centro de I&D como referiu na sua intervenção: 

“Considero que a ESELx atingiu um ponto de desenvolvimento e maturidade científica que lhe permite, por si, abalançar-se na tarefa de construção de um centro de I&D intramuros, da sua inteira responsabilidade, e de o submeter a avaliação pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.”.

Carlos Pires

O presidente da ESELx manifestou vontade para continuar o trabalho de preservação da memória histórica que a escola tem feito através da criação do arquivo histórico e de outros espaços museológicos.

“É uma escola com um passado notável, que vive o presente de forma comprometida com a educação e áreas afins, mas que se projeta para o futuro...”, referiu Carlos Pires, afirmando a posição da escola, de que apesar da relevante história que esta possui, também o futuro é importante.

Nuno Ferreira

A sessão prosseguiu com a visualização de um vídeo documental sobre a Escola Superior de Educação de Lisboa, seguido de uma palestra intitulada por “Notas sobre os cem anos do início das aulas da Escola Normal Primária, em Benfica (1919-2019) com Nuno Martins Ferreira, docente da ESELx, que está envolvido no projeto de preservação da memória histórica da escola.

Diálogo sobre formação

Seguiu-se um diálogo sobre a formação com a mediação de Inês Oliveira e a presença de Cristina Loureiro (presidente cessante da ESELx), Abel Arez e Teresa Leite, docentes da ESELx. 

Foram ainda entregues os prémios do concurso de fotografia promovido pela Escola Superior de Educação de Lisboa a Márcio Gadé, Gonçalo Gouveia e Geraldo Ferreira.

A sessão foi palco de duas atuações musicais proporcionadas pela Tuna Sabes e pelos estudantes do curso de Música na Comunidade.

No final da cerimónia, o público foi convidado a visitar os espaços museológicos da ESELx, o Arquivo Histórico e os Laboratórios.

visita ao arquivo histórico da ESELx

Para além das diversas personalidades da comunidade académica do IPL, estiveram também presentes Gonçalo Filipe Vintém Caroço, vereador da Câmara Municipal de Loures e Maria Palma Rodrigues, Câmara Municipal de Oeiras.

Texto LR/GCI
Imagem MN/GCI