Instituto Politécnico de Lisboa

IPL define novos métodos para avaliar a Qualidade nas Artes

IPL

22 Julho 2020

Qualidade nas Artes

Definir novos métodos para avaliar a Qualidade nas Artes e construir uma taxonomia para as atividades artísticas do Politécnico de Lisboa (IPL) são os principais objetivos dos webinars promovidos pela Comissão Executiva para a Qualidade e pelo Gabinete de Qualidade e Acreditação do IPL. 

Depois do primeiro encontro virtual dedicado ao Teatro e à Dança, o grupo de trabalho voltou a reunir, no dia 21 de julho de 2020, desta vez para um webinar subordinado ao tema "Uma Taxonomia para o Cinema e a reflexão crítica e teórica sobre os objetos artísticos". O encontro contou com a participação de vários docentes da Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC), entre outros interessados. 

A coordenar a videoconferência estiveram os pró-presidentes para as áreas da Qualidade e das Artes do IPL, professores Hélder Pita e Paulo Morais -Alexandre, respetivamente. 

Segundo o pró-presidente para a Qualidade do IPL, Hélder Pita, «ao equiparar a Ciência às Artes, é possível chegar a aspetos muito concretos para quantificar a criação artística.» A vontade de definir uma taxonomia nasce de uma preocupação partilhada por vários docentes em Conselho de Gestão. O que está em causa é precisamente a «capacidade de sermos avaliados pelo nosso trabalho, quer enquanto alunos, quer enquanto professores» acrescentou Paulo Morais-Alexandre, pró-presidente para as Artes do IPL, especificamente, no que toca à «integração desta informação nos currículos e documentos de gestão do IPL.»

Webinar Cinema

No que concerne ao Cinema, os docentes Armando Nascimento, Fátima Chinita, José Bogalheiro e Nuno Fonseca, intervieram ao longo do webinar sobre vários pontos de vista, nomeadamente, a desadequação das fichas que existem atualmente nas plataformas digitais para o preenchimento de currículos científicos e artísticos; a "maior ou menor autonomia criativa" na forma são executadas algumas tarefas de produção e realização; o surgimento dos novos formatos de cinema que vão desde o transmedia Storytelling à projeção em teatro; as questões levantadas pelas obras adaptadas; os métodos específicos das equipas dos efeitos especiais; entre outras questões que incidiram sobre os conceitos de criação artística e de objeto artístico. 

A partir destas reflexões, a Comissão Executiva para a Qualidade, o Gabinete de Qualidade e Acreditação do IPL, a Escola Superior de Dança (ESD), a Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) e a Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC) «procuram descrever um catálogo de taxonomias para melhor avaliar qualitativamente e quantitativamente as atividades artísticas do IPL», concluiu Hélder Pita, pró-presidente para a Qualidade do IPL.

Texto e Imagem MN/GCI