Instituto Politécnico de Lisboa

PoliLX #5 Fazer contas à vida

IPL

23 Julho 2018

Academia Politécnico Lx

No derradeiro dia da Academia Politécnico LX, que os participantes definem como «fantástica» e que recomendariam a amigos em fase de começar a decidir a orientação dos seus estudos, o ISCAL e a ESTeSL foram os anfitriões. Ainda não conheces estas siglas? Passamos a explicar a sua essência.

O Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa, ou ISCAL, propõe cinco licenciaturas em Comércio e Negócios Internacionais, Contabilidade e Administração (Ramo de Contabilidade; Ramo de Fiscalidade e Ramo de Gestão e Administração Pública), Finanças Empresariais, Gestão e Solicitadoria. Conta com mais de 190 docentes e goza e uma taxa de empregabilidade na ordem dos 94%. Tudo isto os 50 participantes da Academia, fruto da parceria com a Forum Estudante, ficaram a conhecer no derradeiro dia de atividades.

Divididos em 6 grupos, os jovens entre os 15 e os 18 foram desafiados a participar numa espécie de Shark Tank, o célebre concurso televisivo de empreendedorismo. Um júri de quatro especialistas de uma empresa conselheira do ISCAL fez a vez do painel de tubarões. Aos candidatos a investimento foi-lhes pedido que concebessem um produto (uma bebida) e uma marca, um modelo de negócio com o respetivo plano de marketing. E depois defendê-lo com unhas e dentes perante os "tubarões". Ideias giras, ousadas mas também exequíveis, não faltaram.

DSC 2245

Já da parte da tarde o destino foi a Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa, no Parque das Nações e sob presidência de Anabela Graça. «Espero que esta tenha sido uma semana útil, proveitosa, gostosa, até porque muitas vezes a aprendizagem faz-se fora do ambiente escolar e em contexto de convívio», desejou a responsável na sessão de boas-vindas. A comitiva dividiu-se depois em 3 grupos que, rotativamente, saborearam três experiências nesta escola que tem como missão o ensino, a investigação e a comunidade.

DSC 2321

DSC 2399

No workshop How to Save a Life, sensibilizou-se para a temática da paragem cardiorrespiratória e o algoritmo do suporte básico de vida. Os estudantes puderam aprender as técnicas básicas de socorrismo. Já num workshop sobre Ortoprotesia, Robótica e 3D, os estudantes aprenderam a identificar as diferenças entre as metodologias tradicionais e modernas na construção de dispositivos (próteses e ortóteses). Nesse âmbito fizeram moldes gessados do pé do "melhor amigo". Por fim, na Big Bang Pharmacy, produziram diferentes manipulados, nomeadamente gel de ecografias, vestidos de batas e máscaras a rigor.

 

Texto de Vera Valadas Ferreira/Fórum Estudante