Instituto Politécnico de Lisboa

Politécnico de Lisboa oferece maior garantia de emprego no final do curso

IPL

23 Julho 2019

Politécnico de Lisboa

Em altura de escolhas para os milhares de candidatos ao ensino superior, um dos fatores determinantes para a escolha da formação, assenta nos dados de empregabilidade. Considerando os dados de desemprego disponibilizados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, na lista de instituições com mais cursos com taxa de desemprego entre os 0,1% e os 2%, o Politécnico de Lisboa assume a segunda posição no ranking, com 17 cursos, imediatamente a seguir à Universidade de Lisboa e antes da Universidade Nova de Lisboa.

O MCTES, divulgou, no portal Infocursos, desde a meia-noite de domingo, 7 de julho, informações atualizadas sobre a relação dos cursos com a garantia de entrada no mercado de trabalho. Entre 63 cursos com desemprego zero, 38 são ministrados em instituições de ensino superior do distrito de Lisboa.

Segundo a análise do jornal Observador, olhando para a lista de universidades e politécnicos que mais cursos têm no ranking do desemprego de 0,1 a 2%, no distrito de Lisboa, para além  do Politécnico de Lisboa, Universidade de Lisboa e Universidade Nova, estão bem posicionados, o ISCTE — Instituto Universitário de Lisboa (9) e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (6), no concelho de Cascais.

Texto de CS/GCI IPL
Imagens GCI/IPL