Instituto Politécnico de Lisboa

Um Dia Nacional do Estudante diferente

ENSINO

25 Março 2020

estudantes

A 24 de março assinala-se o Dia Nacional do Estudante, este ano celebrado de forma bem diferente. As iniciativas outrora realizadas nas ruas deram lugar às plataformas digitais, onde os apelos ao isolamento social se sucedem. O Governo assinalou a data com uma carta de Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, dirigida aos estudantes do Ensino Superior.

O ministro informa no documento, que para além das bolsas de estudo de ação social, a tutela vai manter o pagamento das bolsas e contratos de investigação pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e bolsas de apoio à realização de períodos de estudo em mobilidade.

O ministro e João Sobrinho Teixeira, secretário de Estado do Ensino Superior, reconhecem que a questão social merece a preocupação dos dirigentes estudantis, mas asseguram que, para além de manter o pagamento das bolsas, a tutela vai avaliar "eventuais situações de emergência" que precisem de apoios sociais. O ministro assegura que ” o objetivo será, sempre, de garantir que todos os estudantes têm condições para prosseguir e/ou continuar os seus estudos superiores”. 

Manuel Heitor e Sobrinho Teixeira aproveitam ainda, para agradecer e elogiar a forma rápida como a comunidade académica se tem adaptado a um "tempo excecional" de ensino à distância, com a adoção de ambientes colaborativos e de ensino à distância por parte das Instituições de Ensino Superior (IES).

Na carta, datada de 23 de março, não são esquecidos os estudantes estrangeiros que escolheram as IES portuguesas, sendo feita uma responsabilização das associações de estudantes para garantir “que as medidas de proteção, são também, adotadas por esses colegas, num ambiente de contínuo acolhimento caloroso, que tão bem nos caracteriza”.  

#FicaEmCasa

Reconhecendo a importância de manter a comunidade académica unida e emocionalmente motivada, o Politécnico de Lisboa tem em curso, uma campanha nas redes sociais que se traduz na publicação de vídeos gravados por estudantes de cada uma das suas escolas e institutos superiores, nos quais são transmitidos conselhos e dicas para esta fase de isolamento dos estudantes em casa. Juntando-se ao movimento #FicoEmCasa, esta campanha do IPL ressalta a importância de manter rotinas, nomeadamente nos estudos mas também manter a atividade física.

Também as estruturas estudantis, assumindo um papel ativo no combate ao COVID-19, têm usado as redes sociais para divulgação de informação. É o caso da Federação Nacional de Associações de Estudantes do Ensino Superior Politécnico (FNAESP) cuja campanha #FazADiferença apela ao isolamento social e ao cumprimento das recomendações da Direção-Geral da Saúde e da Organização Mundial de Saúde.

O Dia Nacional do Estudante celebra a luta e homenagem às dificuldades e aos obstáculos que os estudantes enfrentaram na crise académica dos anos 60. A data, comemorada desde 1987, traduz-se num dia de celebração, que assinala a força que o estudante tem na luta pelo direito à Educação e pela Liberdade.

Texto de CSS/GCI IPL