Instituto Politécnico de Lisboa

XXIX Encontro da AULP termina com balanço muito positivo

ENSINO

10 Julho 2019

Encontro AULP

O XXIX Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), que chegou ao seu fim no dia 5 de julho de 2019, somou mais de 70 comunicações e contou com a participação de cerca de 200 conferencistas. Ao longo de 3 dias, reitores, presidentes, docentes e representantes de diversas instituições ligadas ao ensino superior, oriundos de Portugal e de países de expressão portuguesa, estiveram reunidos num ambiente de "cooperação, abertura e partilha", em torno do tema "Arte e Cultura na Identidade dos Povos". A sessão solene de encerramento decorreu no Auditório Vianna da Motta da Escola Superior de Música de Lisboa (ESML), do Politécnico de Lisboa (IPL).


A sessão solene de encerramento foi presidida por Sobrinho Teixeira, secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elmano Margato, presidente do IPL e Orlando da Mata, presidente da AULP. Cristina Sarmento, na qualidade de secretária-geral da AULP, entregou a medalha dos 30 anos da AULP ao presidente do Politécnico de Lisboa, Elmano Margato, enquanto representante da instituição que coorganizou o XXIX Encontro da AULP.

Perante uma plateia constituída por presidentes e representantes de Instituições de Ensino Superior de Portugal e demais países de expressão portuguesa, Sobrinho Teixeira, secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, destacou o valor da expressão lusófona enquanto património partilhado. Nas palavras de Sobrinho Teixeira, "Quem vier estudar para Portugal, Angola, Brasil, Moçambique, ou outro país da lusofonia, e conseguir aprender português, vai ter um maior retorno no mercado de trabalho global, uma vez que consegue comunicar com uma língua que está prevista chegar a 500 milhões de pessoas. Esse património conjunto é um facto potenciador da nossa capacidade conjunta de afirmação no futuro". 

Criações coreográficas da ESD na Sessão Solene de encerramento do XXIX Encontro da AULP O FUCK. (BR)EXIT, exercício final dos alunos da ESTC no encerramento da AULP  
A sessão solene de encerramento do XXIX Encontro da AULP contou ainda com a apresentação de criações coreográficas da Escola Superior de Dança (ESD) (esquerda) e um excerto do exercício final dos estudantes da Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC) "O FUCK. (BR)EXIT" (direita). 

Elmano Margato, presidente do IPL, por sua vez, destacou a importância do trabalho da AULP na promoção da cultura  dos países de expressão portuguesa. Segundo o presidente do IPL, a associação AULP "tem realizado um excelente trabalho na construção de uma plataforma potenciadora da troca de experiências, da produção e divulgação conjunta de conhecimento e na compreensão e divulgação das culturas de cada país. ”Elmano Margato apelou ainda à concretização do Programa de Mobilidade Académica AULP de estudantes, programa este que considerou “um verdadeiro instrumento para aproximação dos nossos povos”.

Arte e Cultura na Identidade dos Povos em debate no XXIX Encontro da AULP Feira do Ensino, das Artes e da Cultura  

(Esquerda) No primeiro dia de sessões paralelas, foram apresentadas 28 comunicações subordinadas ao subtema "Arte e Cultura". Já o segundo dia incidiu sobre três temáticas diferentescontabilizando mais de 50 comunicações, nas áreas de Saúde e TecnologiaEducação e Coesão Social Comunicação e Política. (Direita) A Feira de Ensino, da Ciência, das Artes e da Cultura, que decorreu em paralelo ao XXIX Encontro da AULP, reuniu mais de 20 instituições de Ensino Superior.

Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), que em novembro de 2018 comemorou o seu 33.º aniversário, escolheu a sessão solene de encerramento do seu XXIX Encontro para homenagear um conjunto de individualidades pelo seu trabalho em prol da associação: Brazão Mazula, presidente da AULP entre 1999 e 2002, Maria Luiza Ribeiro, membro fundador da AULP em 1986 e Manuel Coelho da Silva, primeiro secretário-geral da AULP, entre 1986 e 2002. 

 

Professor Orlando da Mata, presidente da AULP e Maria Luiza Ribeiro, membro honorário da AULP Francisco Ribeiro Telles, secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e Rui Manuel da Silva, vencedor do Prémio Fernão Mendes 2019

(Esquerda) Orlando da Mata, presidente da AULP e Maria Luiza Ribeiro, membro honorário da AULP. (Direita) Rui Manuel da Silva, Universidade do Minho, vencedor do Prémio Fernão Mendes 2019 e Francisco Ribeiro Telles, secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa


Durante o XXIX Encontro da AULP, o Politécnico de Lisboa estreitou os seus laços com diversas instituições de ensino superior, oriundas dos países de expressão portuguesa. Foram estabelecidos mais de 10 Acordos Gerais de Cooperação em atividades académicas, científicas e culturais.

Assinatura de Acordos de Cooperação no XXIX Encontro da AULP

Instituições que estabeleceram acordos com o IPL: Escola Superior Pedagógica do Bengo (Angola), a Fundação Roberto Marinho (Brasil), o Instituto Nacional da Língua Portuguesa (Cabo Verde),o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (Guiné-Bissau) , o Instituto Superior de Formação, Investigação e Ciência (Moçambique), o Instituto Universitário de Contabilidade, Administração e Informática (São Tomé e Príncipe), a Universidade do Mindelo (Cabo Verde), a Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil), a Universidade Jean Piaget (Cabo Verde) e a Universidade Kimpa Vita. 

Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP) é uma ONG internacional que promove a cooperação e troca de informação entre Universidades e Institutos Superiores. É constituída por 130 membros dos oito países de língua oficial portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor – e Macau (RAEM). O XXX Encontro da AULP realiza-se em Macau, no ano 2020.

Texto MN e LR/GCI
Imagem MR/ Estagiária GCI e MN e LR/GCI