Instituto Politécnico de Lisboa

OPEM LISBOA

Gpei

Designação do projeto

OPEM LISBOA: Organização de residências artísticas internacionais em Lisboa; Plataforma de desafios de investigação, desenvolvimento e criação artística; Eventos, feiras e conferências; Mobilidade académica

Código do projeto LISBOA-02-0752-FEDER-034104

Objetivo principal OT 3 - Reforçar a competitividade das pequenas e médias empresas

 

Sumário

Este projeto visa promover a internacionalização do Instituto Politécnico de Lisboa (IPL) nas vertentes de estudos, investigação, desenvolvimento e criação artística. Assumindo a internacionalização como um eixo estratégico de desenvolvimento do IPL, procuramos projetar internacionalmente a imagem do IPL desenvolvendo as parcerias existentes e procurando novas formas de cooperação internacional, contribuindo de certo modo para dar visibilidade internacional à Região de Lisboa.

A globalização potenciou a internacionalização do Ensino Superior na medida em que, hoje, comungamos idênticas formas de organização e objetivos de aprendizagem, investigação e relação com a comunidade por todo o mundo. Contudo, a internacionalização de uma Instituição de Ensino Superior não deve constituir um fim em si mesma, sob pena de excessiva convergência e perda da desejável diversidade de projetos. No Politécnico de Lisboa acreditamos na internacionalização como imperativo institucional e poderoso instrumento de reflexão e melhoria contínua do nosso desempenho e de definição da nossa identidade própria.

Neste contexto, procura-se investir na divulgação internacional da oferta formativa, das oportunidades de estágio, das possibilidades de investigação e de criação artística existentes no Instituto Politécnico de Lisboa de modo a potenciar o incremento de captação de estudantes, docentes, estagiários e stakeholders internacionais para o Instituto Politécnico de Lisboa, bem como a criação de oportunidades internacionais para os nossos estudantes, docentes, estagiários e stakeholders parceiros. A prossecução deste objetivo contribuirá para a internacionalização e subsequente desenvolvimento do sistema de ensino superior português em geral e para aumentar a visibilidade internacional da Região de Lisboa e seu consequente desenvolvimento, em particular.

O projeto incide sobre os seguintes quatro eixos fundamentais (objetivos operacionais):

1) Programa de bolsas para Estudos, Estágio ou Investigação

O Politécnico de Lisboa pretende atrair à região de Lisboa estudantes, estagiários e investigadores promovendo a cidade, a mobilidade e a cooperação dinamizando a economia local e criando pontes entre os mundos da educação superior e do trabalho, conduzindo a um maior grau de internacionalização do tecido empresarial da região.

Para além das oito unidades orgânicas do Politécnico de Lisboa, recetivas ao acolhimentos de estudantes em estudos nas suas seis diferentes áreas de estudo, também os empregadores na sociedade atual em constante mudança, têm vindo a sentir a importância de acolher estagiários qualificados para uma experiência internacional, com um impacto positivo nas suas carreiras. Assim o Politécnico de Lisboa associou-se a um conjunto de empresas para a criação da POLITEC&ID - Associação para o Desenvolvimento de Conhecimento e Inovação, constituída em 2013, como uma entidade privada sem fins lucrativos, orientada para a dinamização e execução de projetos de I&D e serviços à sociedade nas áreas de competência das suas unidades orgânicas. Os objetivos a atingir na atração de estudantes/recém-graduados em estágios num contexto de empresa passam pela sua adaptação aos requisitos do mercado laboral na União Europeia, garantindo o desenvolvimento de aptidões específicas incluindo as de línguas e a melhoria do seu conhecimento sobre a cultura económica e social de cidade de Lisboa, num contexto de aquisição de experiência de trabalho, contribuindo para o desenvolvimento de um conjunto de jovens europeus qualificados, de espírito aberto e internacionalmente experientes. A oferta de estágios neste grupo de empresas, na cidade de Lisboa, financiados com bolsa, é uma estratégia institucional própria, que vêm ao encontro dos princípios da Estratégia 2020 e à maior interação com o meio empresarial, criando pontes entre os mundos da educação superior e do trabalho.

Por outro lado, prevê-se também o envio de estudantes Estagiários e investigadores de mérito como embaixadores do Politécnico de Lisboa. O objetivo desta iniciativa é criar uma rede de embaixadores que fará a promoção e divulgação da cidade de Lisboa e da oferta académica do Politécnico de Lisboa, junto das instituições parceiras onde venham a ficar colocados.

2) Criação de Residências Artísticas/Workshops numa ótica de pesquisa/investigação, em diferentes âmbitos das áreas performativas

O objetivo desta iniciativa visa o aprofundamento e sistematização de aspetos relativos às práticas artísticas contemporâneas numa dimensão colaborativa entre diferentes áreas performativas e sua apresentação em espaços culturais da cidade de Lisboa. Destinado a artistas e estudantes de artes performativas promove-se o aprofundamento do trabalho autoral através de um regime de residências/workshops artísticos de investigação prática e teórica.

Serão organizadas 4 Residências/workshops durante dois semestres, com a participação de 8 individualidades de área performativas diversas numa ótica de pesquisa/investigação, desenvolvimento de produções artísticas, numa perspetiva colaborativa de diferentes artes performativas.

Os resultados da pesquisa/investigação desenvolvidos nas Residência Artística serão apresentados num espetáculo articulado e levado a cabo em parceria com a Fundação das Casas de Fronteira e Alorna (instituição parceira do Politécnico de Lisboa através de um protocolo de colaboração), nomeadamente publicitando o Palácio de Fronteira e os seus jardins como espaços de valor cultural da cidade de Lisboa.

3) Agilização do contato entre o tecido empresarial e os centros de conhecimento (Plataforma)

Pretende-se desenvolver uma plataforma colaborativa que promova uma mais fácil interação entre as empresas e a comunidade de ciência e tecnologia. Esta colaboração tem como objetivo a criação de sinergias entre alunos, professores e investigadores, empresas ou outras organizações para responder aos desafios colocados pelo tecido empresarial/sociedade na busca de novas soluções assentes no desenvolvimento e na inovação. Como resultado, será realizado um demonstrador para validar toda a metodologia/conceitos desenvolvidos ao longo do projeto. A partir do lançamento de um desafio na plataforma, todo o processo de encontrar uma resposta que o concretize, segue um fluxo pré-concebido onde todas as entidades registadas e interessadas podem contribuir para a procura de uma solução.

Para além de permitir o acesso aberto ao conhecimento produzido, disponibilizará às empresas e às entidades públicas que se registem na plataforma, uma ferramenta de apoio à gestão dos projetos de investigação que sustentam processos de inovação, facilitando a interação entre esta entidades e os grupos de investigação, potenciando sinergias com vantagens para ambas as partes.

4) Divulgação da Região de Lisboa e da oferta formativa do Instituto Politécnico de Lisboa em Feiras e Conferências internacionais

A internacionalização é um eixo estratégico de desenvolvimento do Politécnico de Lisboa, de forma a conferir maior notoriedade à instituição em termos internacionais potenciando a troca internacional de conhecimento científico, artístico e cultural. É, pois, importante para a concretização deste plano, potenciar o envolvimento do Politécnico de Lisboa e das suas Unidades Orgânicas em clusters e redes de instituições internacionais, tanto no âmbito da IDI&CA, através de projetos comuns com parceiros internacionais, como do ensino, criando condições para a ministração de cursos conferentes de grau com dupla titulação.

Consolidar o crescimento verificado ao longo dos últimos anos no número de estudantes, docentes e trabalhadores técnicos em mobilidade no programa Erasmus+, aumentar a participação em programas de estágios contribuirá, por um lado, para a obtenção de novas experiências curriculares e culturais da comunidade do IPL e, por outro lado, para uma maior divulgação do Politécnico de Lisboa e da cidade a nível internacional. A presença e participação em feiras e conferências internacionais de relevo são, sem dúvida, a forma mais eficaz em fazer esta promoção, contatando diretamente com os stakeholders deste processo. A participação do Politécnico de Lisboa nestes eventos internacionais tem em consideração: (a) dimensão da feira/conferência e quais os tipos de instituições que nela participam; (b) área geográfica de influência de um dado evento; (c) alvos principais de aposta do Politécnico de Lisboa; e (d) mercados alvo para a cidade de Lisboa e o seu tecido empresarial.

 

Estes objetivos operacionais enquadram-se nas prioridades estabelecidas na Estratégia Europa 2020, que prevê o crescimento inteligente, sustentável e inclusivo nos territórios, e alinham-se também com os três grandes objetivos definidos para a cidade de Lisboa (Mais Pessoas, Mais Emprego, e Melhor Cidade), na medida em que se prevê atrair e fixar população para a cidade, promover a cultura e a criatividade.

 

Região de intervenção Lisboa

Instituição Proponente Instituto Politécnico de Lisboa

Investigador responsável Ana Cristina Miranda Perdigão | acperdigao@sp.ipl.pt

Equipa Fernando Melício, José Cavaleiro Rodrigues, Paulo Morais Alexandre, Helder Pita, Carla Ruivo, Rute Agostinho, Madalena Xavier Silva

 

Data de aprovação 23/03/2018

Data de início 02/04/2018

Data de conclusão 31/03/2020

Custo total elegível 190.094,11 €

Apoio financeiro da União Europeia FEDER: 76.037,64 €