Instituto Politécnico de Lisboa

Principais objetivos do Programa Erasmus+

Erasmus+

  • fomentar o crescimento económico, emprego, igualdade e inclusão social;
  • estimular o desenvolvimento sustentável dos Países Parceiros no domínio do ensino superior;
  • criar oportunidades de estudo, formação, experiência profissional e voluntariado no estrangeiro;
  • promover a actividade e formação de profissionais ativos nas áreas de educação, formação e juventude;
  • fomentar aprendizagem de línguas;
  • desenvolver boas práticas de educação digital e utilização das TIC;
  • facilitar o reconhecimento de competências, incluindo as adquiridas fora do sistema de ensino formal;
  • estabelecer parcerias estratégicas entre instituições de educação e formação e organizações de jovens e suas congéneres noutros países, intra ou intersetoriais, visando promover a qualidade e a inovação;
  • ampliar alianças de conhecimento e de competências setoriais para colmatar lacunas de competências;
  • estreitar a cooperação entre o mundo do trabalho e o mundo da educação e formação;
  • garantir a realização de intercâmbios, cooperação e capacitação no ensino superior e no domínio da juventude a nível mundial;
  • impulsionar a aplicação de boas práticas no desporto e levar a cabo iniciativas contra os resultados combinados, o doping, a violência, o racismo e a intolerância;
  • cultivar os valores europeus de acordo com o Tratado da União Europeia;
  • assegurar que as competências e  qualificações possam ser facilmente reconhecidas dentro e fora das fronteiras nacionais;
  • garantir o livre acesso a materiais, documentos e suportes educativos do Programa;
  • reforçar a cooperação e as parcerias com impactos na modernização e internacionalização do ensino superior nos Países Terceiros;
  • apoiar o diálogo político entre a juventude e os decisores políticos
  • estimular a mobilidade de animadores de juventude;
  • garantir a segurança e protecção de todos os participantes no projecto;
  • dar oportunidades de aprendizagem no estrangeiro para indivíduos, dentro e fora da UE;
  • apoiar parcerias entre instituições de ensino, organizações de juventude, empresas, autoridades locais e regionais e ONG, e as reformas destinadas a modernizar os sistemas de educação e formação;
  • promover a inovação, empreendedorismo e empregabilidade.