Passar para o conteúdo principal

h1

12.12.2017
livro_gomes_freire_10_of_20.jpg

O Salão Nobre do Teatro Nacional D. Maria II foi palco, a 6 de dezembro, do lançamento do livro do Major do Exército Português, Pedro Augusto de Sousa e Silva (1877-1930), com coordenação de Eugénia Vasques e Mário J. Freire da Silva, que tem como tema central o assassinato político do Tenente-General Gomes Freire de Andrade em 1817.

Esta edição, surge por ocasião do 2.º Centenário da morte do militar e maçon Gomes Freire, no âmbito de uma parceria estabelecida entre a direção de História e Cultura Militar, através da Biblioteca do Exército, e a Escola Superior de Teatro e Cinema, do Politécnico de Lisboa, através da Biblioteca da instituição.

Na cerimónia de lançamento, na qual esteve presente o presidente do Politécnico de Lisboa, Elmano Margato, Eugénia Vasques, docente da Escola Superior de Teatro e Cinema, uma das coordenadoras da edição do texto teatral, referiu-se ao mesmo como um "parto original entre a ESTC e o Exército Português" que, considera ter sido "uma honra mas, sobretudo, um prazer". Sobre o texto disse falar de patriotismo e, acima de tudo das poses das colónias africanas".

O Coronel Mário Jorge Freire da Silva, diretor da Biblioteca do Exército e também coordenador da obra, ressaltou a importância da colaboração com a Escola Superior de Teatro e Cinema, que pretende ver mantida no futuro. Sobre a Biblioteca do Exército, disse estar disponível para acolher investigadores para o estudo de peças em várias campos das artes. 

A apresentação da obra ficou a cargo do historiador António Ventura, autor de um dos textos introdutórios da obra, que ressaltou a relevância da obra pelo facto de ter trazido "à luz um manuscrito escondido durante 100 anos" que revelou um texto de um "militar africanista colaborador de Norton de Matos". Enquanto investigador, a peça de teatro interessa-lhe principalmente como fonte histórica e não tanto como peça teatral. A obra também integra um texto biográfico de Pedro Augusto de Sousa e Silva.

A cerimónia de lançamento terminou com uma leitura encenada de excertos da peça, por alunos do 3.º ano do Curso de Teatro, ramo Atores da Escola Superior de Teatro e Cinema.

Image