Passar para o conteúdo principal

h1

08.11.2022
encontro nacional de politécnicos

A Federação Nacional de Associações de Estudantes do Ensino Superior Politécnico (FNAEESP) organizou o Encontro Nacional de Politécnicos 2022, que decorreu nos dias 5 e 6 de novembro, na Escola Superior de Comunicação Social, em cuja sessão de abertura esteve presente o vice-presidente do Politécnico de Lisboa (IPL), António Belo.

O vice-presidente do IPL falou da importância do movimento associativo para as instituições de ensino superior, manifestando o agradecimento aos dirigentes associativos pela dedicação de parte do seu tempo à defesa dos seus colegas e Escolas. Referiu, também, a importância do envolvimento dos estudantes neste momento importante do ensino superior, em que se discute a iniciativa pública para possibilitar a atribuição do grau de Doutor no ensino politécnico.

Na sessão de abertura, para além de António Belo, estiveram presentes a vice-presidente da Escola Superior de Comunicação Social (ESCS), Alexandra David, Ângela Lemos como membro da comissão permanente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) e os estudantes Hugo Andrade, presidente da Associação de Estudantes da ESCS e João Pedro Pereira, presidente da FNAEESP.

 

Image
encontro nacional de politécnicos 2022

 

Os doutoramentos foram o tema dominante do programa do Encontro promovido pela FNAEESP, tema no qual intervieram Jorge Portugal, diretor-geral da COTEC Portugal, Rosário Gamboa e Sobrinho Teixeira, deputados da Assembleia da República, Pedro Lourtie, presidente do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Leiria, e Luís Loures, presidente do Instituto Politécnico de Portalegre. Foi abordada a importância da ligação entre empresas e instituições de ensino superior, dada a escassez de recursos de elevada qualificação por parte das primeiras, bem como a justiça do alargamento do grau de doutoramento aos Politécnicos, pelo desenvolvimento que estes têm tido, nomeadamente na qualificação dos seus docentes e na boa avaliação dos seus centros de investigação.

Para além dos doutoramentos, outros assuntos foram discutidos no encontro, Ferreira Gomes, reitor do ISMAI – Universidade da Maia, e Paulo Ferraz, administrador do Politécnico do Porto, falaram sobre o financiamento do Ensino Superior. Já João Pinto Guerreiro, presidente da A3ES abordou a inovação pedagógica no ensino superior e Pedro Dominguinhos, presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência) expôs os principais desafios que o mesmo assume.

Imagens: FNAEESP